DECLARAÇÃO DE CRISE MÉDICA INTERNACIONAL POR DOENÇAS E MORTES CORRELACIONADAS COM AS "VACINAS COVID-19"

NĂłs, mĂ©dicos e cientistas de todo o mundo, declaramos que existe uma crise mĂ©dica internacional devido a doenças e mortes relacionadas Ă  administração de produtos conhecidos como “vacinas COVID-19”.

Atualmente, estamos testemunhando um excesso de mortalidade nos paĂ­ses onde a maioria da população recebeu a chamada “vacina COVID-19”.
AtĂ© o momento, esse excesso de mortalidade nĂŁo foi suficientemente investigado ou estudado por instituiçÔes de saĂșde nacionais e internacionais.

O grande nĂșmero de mortes sĂșbitas em jovens saudĂĄveis ​​previamente inoculados com essas “vacinas” Ă© particularmente preocupante, assim como abortos nĂŁo investigados e mortes perinatais.

Um grande nĂșmero de efeitos colaterais e adversos foi oficialmente relatado, incluindo hospitalizaçÔes, incapacidades permanentes e mortes relacionadas Ă s chamadas “vacinas COVID-19”.
O nĂșmero registrado Ă© inĂ©dito na histĂłria da vacinação mundial, mesmo considerando a inexistĂȘncia de notificaçÔes e registros corretos em muitos paĂ­ses.

Analisando os relatĂłrios do (i) CDC VAERS, (ii) do sistema “Yellow Card” do Reino Unido, (iii) do Sistema Australiano de Monitoramento de Eventos Adversos, (iv) do Sistema Europeu de EudravigilĂąncia e (v) do banco de dados Vigiaaccess, de acordo com a OMS, atĂ© o momento, houve mais de 11 milhĂ”es de relatos de efeitos adversos e mais de 70.000 mortes correlacionadas com as inoculaçÔes dos produtos conhecidos como “vacinas COVID-19“.
Sabemos que esses nĂșmeros representam apenas entre 1% e 10% de todos os eventos reais porque pouco notificados.

Por todas essas razĂ”es, consideramos que estamos diante de um grave alarme mĂ©dico internacional, que deve ser reconhecido e tratado como crĂ­tico por todas as naçÔes, instituiçÔes de saĂșde e mĂ©dicos de todo o mundo.

As medidas a serem tomadas com urgĂȘncia sĂŁo:

  1. Paralisação mundial das campanhas de inoculação com produtos conhecidos como “vacinas COVID-19“ e suspensĂŁo de qualquer ato relacionado a eles.
  2. Investigação de todas as mortes sĂșbitas ocorridas em pessoas sadias inoculadas e em qualquer caso de morte suspeita de ter sido direta ou indiretamente causada pelo produto conhecido como “vacina COVID-19“, realizando autĂłpsias completas e especĂ­ficas para tal situação.
  3. Implementação de programas de detecção precoce de eventos cardiovasculares, passĂ­veis de causar mortes sĂșbitas, com anĂĄlise de DĂ­mero-D e Troponina, em todas as pessoas inoculadas com tais produtos, bem como a detecção precoce de tumores graves.
  4. Implementação de programas de pesquisa e tratamento para as vĂ­timas dos efeitos adversos apĂłs a administração das chamadas “vacinas COVID-19”.
  5. AnĂĄlise da composição de frascos da Pfizer, Moderna, Astra Zeneca, Jansen, Sinovac, Sputnik V e qualquer outro produto conhecido como “vacina COVID-19”, atravĂ©s de grupos de pesquisa independentes e nĂŁo financiados por nenhuma empresa farmacĂȘutica, bem como a divulgação dos resultados de forma completa, detalhada e sem conflitos de interesses.
  6. Realizar estudos das interaçÔes entre os diferentes componentes das chamadas “vacinas COVID-19“ e seus efeitos moleculares, celulares e biolĂłgicos.
  7. Implementação de programas de assistĂȘncia psicolĂłgica e compensação para qualquer pessoa que tenha desenvolvido doença ou deficiĂȘncia como resultado das chamadas “vacinas COVID-19”.
  8. Implementação e promoção de programas de ajuda psicolĂłgica e compensação aos familiares de qualquer pessoa que tenha falecido por ter sido inoculada com um produto conhecido como “vacinas COVID-19“.

 

Consequentemente, declaramos que estamos enfrentando uma crise mĂ©dica internacional sem precedentes na histĂłria da medicina devido ao grande nĂșmero de doenças e mortes associadas Ă s “vacinas contra a COVID-19”.
Portanto, exigimos que as agĂȘncias reguladoras que fiscalizam a segurança dos medicamentos e as instituiçÔes de saĂșde de todos os paĂ­ses, juntamente com instituiçÔes internacionais como a OMS, PHO, EMA, FDA, UK-MHRA e NIH respondam a esta declaração e atuem em acordo com as oito medidas aqui exigidas.

Assine aqui!

Apoie esta Declaração com a sua assinatura

Existem trĂȘs formulĂĄrios diferentes para assinar dependendo da sua profissĂŁo. É muito importante especificar se Ă© mĂ©dico ou cientista, profissional de saĂșde ou outras profissĂ”es.

Pedimos que assine corretamente e de uma forma responsĂĄvel para manter a credibilidade deste trabalho em benefĂ­cio de todos.  Apelamos Ă  sua paciĂȘncia, a sua assinatura sĂł serĂĄ pĂșblica apĂłs 48 horas. Procuramos validar diariamente todas as assinaturas.

Obrigado.

Escolha uma opção:

Partilha!

Assinaturas recolhidas atĂ© agora:​

Assine a Declaração!

22,628

Todas as assinaturas desta Declaração sĂŁo pĂșblicas!

Thank you – Gracias – Obrigado – MerciGrazieTack – …