DECLARAÇÃO DE CRISE MÉDICA INTERNACIONAL POR DOENÇAS E MORTES CORRELACIONADAS COM AS "VACINAS COVID-19"

Nós, médicos e cientistas de todo o mundo, declaramos que existe uma crise médica internacional devido a doenças e mortes relacionadas à administração de produtos conhecidos como “vacinas COVID-19”.

Atualmente, estamos testemunhando um excesso de mortalidade nos países onde a maioria da população recebeu a chamada “vacina COVID-19”.
Até o momento, esse excesso de mortalidade não foi suficientemente investigado ou estudado por instituições de saúde nacionais e internacionais.

O grande número de mortes súbitas em jovens saudáveis ​​previamente inoculados com essas “vacinas” é particularmente preocupante, assim como abortos não investigados e mortes perinatais.

Um grande número de efeitos colaterais e adversos foi oficialmente relatado, incluindo hospitalizações, incapacidades permanentes e mortes relacionadas às chamadas “vacinas COVID-19”.
O número registrado é inédito na história da vacinação mundial, mesmo considerando a inexistência de notificações e registros corretos em muitos países.

Analisando os relatórios do (i) CDC VAERS, (ii) do sistema “Yellow Card” do Reino Unido, (iii) do Sistema Australiano de Monitoramento de Eventos Adversos, (iv) do Sistema Europeu de Eudravigilância e (v) do banco de dados Vigiaaccess, de acordo com a OMS, até o momento, houve mais de 11 milhões de relatos de efeitos adversos e mais de 70.000 mortes correlacionadas com as inoculações dos produtos conhecidos como “vacinas COVID-19“.
Sabemos que esses números representam apenas entre 1% e 10% de todos os eventos reais porque pouco notificados.

Por todas essas razões, consideramos que estamos diante de um grave alarme médico internacional, que deve ser reconhecido e tratado como crítico por todas as nações, instituições de saúde e médicos de todo o mundo.

As medidas a serem tomadas com urgência são:

  1. Paralisação mundial das campanhas de inoculação com produtos conhecidos como “vacinas COVID-19“ e suspensão de qualquer ato relacionado a eles.
  2. Investigação de todas as mortes súbitas ocorridas em pessoas sadias inoculadas e em qualquer caso de morte suspeita de ter sido direta ou indiretamente causada pelo produto conhecido como “vacina COVID-19“, realizando autópsias completas e específicas para tal situação.
  3. Implementação de programas de detecção precoce de eventos cardiovasculares, passíveis de causar mortes súbitas, com análise de Dímero-D e Troponina, em todas as pessoas inoculadas com tais produtos, bem como a detecção precoce de tumores graves.
  4. Implementação de programas de pesquisa e tratamento para as vítimas dos efeitos adversos após a administração das chamadas “vacinas COVID-19”.
  5. Análise da composição de frascos da Pfizer, Moderna, Astra Zeneca, Jansen, Sinovac, Sputnik V e qualquer outro produto conhecido como “vacina COVID-19”, através de grupos de pesquisa independentes e não financiados por nenhuma empresa farmacêutica, bem como a divulgação dos resultados de forma completa, detalhada e sem conflitos de interesses.
  6. Realizar estudos das interações entre os diferentes componentes das chamadas “vacinas COVID-19“ e seus efeitos moleculares, celulares e biológicos.
  7. Implementação de programas de assistência psicológica e compensação para qualquer pessoa que tenha desenvolvido doença ou deficiência como resultado das chamadas “vacinas COVID-19”.
  8. Implementação e promoção de programas de ajuda psicológica e compensação aos familiares de qualquer pessoa que tenha falecido por ter sido inoculada com um produto conhecido como “vacinas COVID-19“.

 

Consequentemente, declaramos que estamos enfrentando uma crise médica internacional sem precedentes na história da medicina devido ao grande número de doenças e mortes associadas às “vacinas contra a COVID-19”.
Portanto, exigimos que as agências reguladoras que fiscalizam a segurança dos medicamentos e as instituições de saúde de todos os países, juntamente com instituições internacionais como a OMS, PHO, EMA, FDA, UK-MHRA e NIH respondam a esta declaração e atuem em acordo com as oito medidas aqui exigidas.

Assine aqui!

Apoie esta Declaração com a sua assinatura

Existem três formulários diferentes para assinar dependendo da sua profissão. É muito importante especificar se é médico ou cientista, profissional de saúde ou outras profissões.

Pedimos que assine corretamente e de uma forma responsável para manter a credibilidade deste trabalho em benefício de todos.  Apelamos à sua paciência, a sua assinatura só será pública após 48 horas. Procuramos validar diariamente todas as assinaturas.

Obrigado.

Escolha uma opção:

Partilha!

Assinaturas recolhidas até agora:​

Assine a Declaração!

25,557

Todas as assinaturas desta Declaração são públicas!

Thank you – Gracias – Obrigado – MerciGrazieTack – …